ProNautica Lanchas & Jet Ski
Tchello

::: Colunas do Tchello :::
leia mais Leia outras colunas






 

 

 

 

 



 

 


O “mercado” de jets roubados só aumenta!



>  31/10/2011


O mercado dos jets roubados aumenta no Brasil de forma assustadora, esse mês fui vitima novamente de dessas quadrilhas que se proliferam no pais debaixo da maior impunidade e descaso das autoridades, tanto por parte Capitania dos Portos, quanto das policias locais e federais, nada é feito para investigar e punir esses bandidos que agem livremente.

Tive um jet roubado em 2008, dentro do hotel Beto Carrero, em Piçarras. Por pura sorte o novo dono que nada sabia apareceu na minha loja para fazer um conserto, e pude recuperá-lo. O mesmo estava com documentação novinha emitida. Fiz uma investigação por conta própria, achei o despachante que fez o trâmite, a loja que comprou, até quem emitiu a nota falsa para a nova documentação, passei tudo isso para a policia local e para a Capitania, e adivinhem o que fizeram? Nada!

De lá para cá, não só em Santa Catarina, mas no país todo, os números são impressionantes, não passa uma semana sem alguém comunicar um roubo ou furto. Quadrilhas invadem lojas e marinas e roubam não apenas uma unidade, mas um lote todo! E um dos porquês disso tudo, eu digo a vocês, é pela certeza da impunidade, pela facilidade em documentá-lo novamente e revende-lo e saber que não há investigação, pois os policias tem tantas outras coisas para investigar, que quem vai se preocupar com um jet ski de provavelmente um “riquinho” roubado, ele que compre outro não é!

A facilidade para fazer um novo documento vem aliada ao fato de não ser necessário se fazer uma vistoria física para se licenciar um jet ou lancha, apenas falsificar uma nota fiscal e dar entrada! Pronto, a nota raramente é verificada em sua veracidade pelas Capitania que emitem os documentos para navegação. Por sua vez, entendo as limitações financeiras do órgão, mas algo há que ser feito a respeito.

 

 

Como funciona a coisa:

 

Vou explicar agora como as quadrilhas tem agido:

O camarada rouba o jet, troca o numero do casco, aquela “plaquinha” de plástico, que qualquer chaveiro que faz gravação em plástico ou acrílico copia, chega a ser ridículo de fácil, e, nos casos dos jets Yamaha vendidos pela fabrica é ainda mais fácil, porque tanto o numero do motor quanto do casco é apenas um adesivo, falsifica a nota fiscal, essas eletrônicas agora, qualquer um com uma pequena habilidade em “Photoshop” pega uma nota dessas e troca as informações ali contidas, coloca os dados de um empresa idônea do mercado, CGC etc... e “voila”! É só dar entrada na Capitania e sair com um documento novo e quentinho, pois Capitanias não realizam a vistoria física para saber se os números de identificação são verdadeiros, e também raramente vistoriam a nota junto a receita federal para saber se a mesma também é verdadeira. Algumas o fazem, mas não existe padrão.

Essa semana invadiram minha marina, renderam o segurança, e roubaram mais um jet, e como nenhuma seguradora do país esta fazendo seguro dos jets, devido ao alto nível de fraudes, nem essa ferramenta mais os proprietários tem para se proteger, ou pelo menos se ressarcir de seu prejuízo, ou seja, literalmente “se ferra”!

Bom, fica aqui o registro, pois o único coisa que podemos fazer é protestar, porque achar que algo vai mudar, não tenho muitas esperanças, talvez quando as vendas piorarem e as pessoas não quiserem mas comprar jets pela facilidade de perderem os mesmos, os fabricantes se unam e pressionem as autoridades competentes, até então, boa sorte!

 

Tchello Brandão

 

topo

 

 

Passeios Floripa
Passeios, a nova moda entre os jet skiers…
Teste do novo Mormaii Belassi 315 hp
Passando pelo Rio: Do Rio Boat Show, com as poucas novidades do mundo do jet ski, às sugestões para alteração da Norman, com a regulamentação de vários esportes náuticos no Brasil
Riding in Lake Tahoe !
Fly Board - E o Jet Ski ganha mais um acessório!
Vejam como foi a abertura do Mundial de Freeride 2012 na Europa!
Em Defesa do jet ski
Nem lancha nem jet ski, os jets boats são a sensação do verão!
O “mercado” de jets roubados só aumenta!
Fabricar motores, o próximo desafio da indústria náutica brasileira
O Freeride ou Jet Waves dá o pontapé inicial em mais um Campeonato Mundial
Os novos pilotos atacam novamente!
Campeonatos de jet começam com tudo em 2011
Passeios mais longos, a onda do verão!
Santa Catarina - Um estado inovador
Você já tem o Arrais, mas sabe navegar??
Jet-ski, vilão ou herói!
Dicas de como manter seu equipamento
 Jet Waves 10 - a história de um campeonato
Dicas para comprar um Jet Ski usado
Solidariedade a brasileira ...
Competição : é hora de rever a legislação !!!
A primeira vez...!
E o mercado vai bem, obrigado!
Como é um jet de freeride?
Novos pilotos - 1º Campeonato Brasileiro de Tow-in
Zona de risco
Zona de risco - 2
Sling Waves, o jet ski unindo 2 tribos!
A senadora e o jet ski
O verão vem aí e os velhos problemas também!!!
E o Freeride conquista o mundo !!
História de um jet ski
A explosão do Tow-in
1º IFWA Freeride World Campionship Tour
As leis que deveriam mudar!!!
Uma história evolutiva dos PWC
A Chave corta-corrente
O futuro do Freeride está nas mãos do Brasil
Roubo de Jet Ski, o que fazer?
Regulamentação do Tow-in
Entrevista - Tchello
Defesa do Jet Ski
Jet Waves - Motocross ou Surf !!!
E os 4 tempos vem aí !
Um novo conceito em Jet Ski Park
E o verão está aí !
Expedição Free Load - Jet Pilot em SC
Protesto !!!!!!!!!!!!!!
O Jet como divisor de classes sociais
O inverno chegou
Verão sem acidentes