ProNautica Lanchas & Jet Ski
Tchello

::: Colunas do Tchello :::
leia mais Leia outras colunas






 

 

 

 

 


2º IFWA Freeride World Championship, veja como foi a fase européia da tour 2006

Tchello Brandão

A temporada 2006 do IFWA Freeride World Championship teve início em Portugal, na praia de SuperTubos, em Peniche. Quando chegamos lá na quarta-feira que antecedeu o evento, a praia famosa pelas boas ondas tubulares estava “flat”, sem ondas, parecendo uma lagoa!

O evento organizado pelos representantes da IFWA em Portugal, Srs. Luis Fragoso, José dos Anjos e Orlando Ganhão ganhou um “update” em relação ao ano passado, com um staff de água muito eficiente, estrutura ampliada, bons patrocinadores, logística e presença maciça da mídia local e internacional.

Só estavam faltando mesmo as ondas..., mas para felicidade geral da nação elas chegaram tímidas na sexta, mas com bom tamanho no sábado, variando de 1,5m à 2m nas series maiores, e fazendo jus ao nome da praia, de SuperTubos. No domingo perderam um pouco a intensidade, mas foi o suficiente para um ótimo espetáculo e ótimo público presente.

Nas semifinais da categoria stand-up, a disputa foi entre o francês Pierre Maixent (atual Campeão Mundial), o brasileiro Alessander Lenzi, o italiano Federico Bufacchi e o também francês Gil Beunier. Foi um verdadeiro show de manobras e precisão nos saltos, cada vez mais audaciosos. Novas manobras apareceram, outras consideradas difíceis viraram rotina nas apresentações. Pierre e Lenzi disputaram onda a onda e no final, coube a uma banca de 5 juízes decidir por 3 à 2 a favor de Lenzi.

Federico foi o terceiro e Gil o quarto colocado. O outro freerider brasileiro na competição, Alexandre “Xan” Sampaio, estreando no mundial acabou em oitavo lugar.

Já na Sit-down, quem esperava ver o sul-africano Jimmy Visser, atual campeão e que venceu todas etapas de 2005, no alto do pódio, acabou tendo que aplaudir seu compatriota James Visser, tendo o francês Maxient em terceiro e o espanhol campeão amador de ano passado e que evoluiu bastante Cristobal Bejeiro em quarto.

De Peniche para Zarautz, no norte da Espanha. A cidade, que tem a praia de mesmo nome, é uma típica cidade européia, a qual batizamos de a “Mônaco do freeride”, está localizada a 80 km de Bilbao, nos país Basco. Zarautz nos recebeu no meio da semana com ondas de até 3 metros, sem vento, lindo e perfeito, mas... pena que não era o dia da competição!

A “Lei de Murphy" não falha, boas ondas no meio da semana, poucas ondas no final de semana, e vice-versa com o que aconteceu em Portugal, mas apesar das condições do mar não serem as ideais, o evento a cargo dos representantes espanhóis da IFWA, Bruno Roselló e Xavier Batisterra foi bem organizado e muito bem divulgado, e teve um público recorde de mais de 20.000 pessoas, num lindo dia de sol de primavera por lá!

Os pilotos mostraram sua versatilidade dando um verdadeiro show para o enorme público presente, arriscando-se em back-flips e outras manobras arriscadas em ondas pequenas e rasas, o que não dá muita margem para erro porque ao aterrizar na areia, há risco de quebrar o jet e se machucar bastante.

A disputa na Espanha teve novos personagens nas finais. Devido as ondas pequenas, teoricamente os pilotos vindos da escola do freestyle (pilotos que fazem manobras em águas lisas) conseguiram uma melhor performance que os originários do freeride (pilotos que tem como base o surf) e acabaram nas primeiras colocações. Lembrando que o critério de julgamento é baseado em 50% de saltos e 50% de surf.

Desta vez foi Federico Bufacchi quem seu deu melhor na final, com uma atuação impecável derrotou na final o francês Romain Stampers que também se apresentou muitíssimo bem, mas desta vez não foi páreo para o inspirado italiano. Na terceira colocação terminou o alemão Marc Sickerling e em quarto o também francês Pierre Maxient. Lenzi não participou das etapas da Espanha e França, e Xan Sampaio teve problemas elétricos com o jet mas mesmo assim melhorou sua atuação em relação a primeira prova e terminou em sétimo lugar.

Na Sit-down a final foi disputada entre James Visser e Pierre Maxient, e foi à vez do francês levar a melhor e se sagrar campeão desta etapa, que teve o espanhol Cristobal Bejeiro em terceiro e Jimmy Visser em quarto.

A caravana seguiu para o sul da França, região de Montalivett, cerca de uma hora de Bordeaux. Lá foram inevitáveis as visitas aos castelos e vinícolas na região do mais famoso vinho do mundo. O Jet Jump Extreme, como é chamado o evento na França foi para sua oitava edição e se firma ao lado do Jet Waves como uma das provas mais tradicionais do circuito.

Como marca registrada a impecável organização por parte de Jac Mouazan, Patrick Rolland e a Arcachon Jet Ski Association, o evento agora também será marcado pelas ondas grandes, repetindo o mesmo mar do ano passado teve ondas chegando até três metros de altura, o que privilegiou os freeriders vindos da escola do surf. Basta ver o resultado final com a vitória do francês Gil Beurnier, que também é surfista e “Big Rider”.

Gil derrotou Federico na semifinal. O italiano foi impecável nos saltos, mas esqueceu de surfar e perdeu pontos importantes, e na final derrotou Pierre que aparecia como favorito. A decisão foi por 3 a 2 a favor de Gil. Pierre ainda saiu da água se achando vencedor, pois a 2 minutos do final, de uma bateria de 10 minutos parou de competir para ajudar Gil que afundou seu jet após arriscada manobra. Não aceitou a derrota e agiu de forma anti-esportiva não comparecendo ao pódio, atitude que deverá ser repreendida por parte da organização.

Na disputa entre terceiro e quarto lugares, o Federico se deu melhor sobre Romain Stampers. O brasileiro Xan Sampaio melhorou mais uma vez sua atuação e terminou em quinto, já “beliscando” de entrar para as semifinais.

Desta vez Jimmy Visser se superou na categoria sit-down. Ele que ainda não havia vencido nenhuma das etapas não deu chance para a nova geração, mostrando todo sua experiência vencendo de forma unânime, tendo James em segundo, Pierre em terceiro e outro espanhol, Alain Alizabarraga em quarto.

Como balanço geral da fase Européia, o Mundial em seu segundo ano cresceu em estrutura dos eventos, divulgação, número de participantes e penetração na mídia. As mudanças no regulamento feitas no fim do ano passado surtiram o efeito esperado com as semifinais e finais sendo disputadas homem a homem. A competição tornou-se mais interessante.

As próximas etapas serão disputadas em outubro na Califórnia, USA, e a final em novembro na praia da Villa em Imbituba, Santa Catarina. Em setembro teremos uma prova extra em Bali, para homologar o local que possivelmente abrigará uma prova oficial na próxima temporada.

A delegação brasileira viajou com apoio da Varig.

Veja a classificação geral no site oficial: www.ifwa.com.br

Fotos p/ Divulgação: Nei Maldaner/Inema e Tchello Brandão
> clique para ampliar

IFWA Freeride Watercraft World Championship 2006

Auderi

Eric Fornei

Espanha

Federico Bufacchi

France

Gabrielli & Pierre

Gil Beunier winner France

Gil winner - Mini bikes race

James Visser - Tube - Portugal

Lenzi - Peniche - Portugal

Lenzi - Peniche - Portugal

Media Press - Espanha

Público na Espanha

Pierre Maixent - França

Pierre - Voando alto na França

Pierre - Swaling

Pódio - Espanha

Romain Stampers

Team Freeride Brazil

Xan - Portugal

Xan - Zarautz


topo

Passeios Floripa
Passeios, a nova moda entre os jet skiers…
Teste do novo Mormaii Belassi 315 hp
Passando pelo Rio: Do Rio Boat Show, com as poucas novidades do mundo do jet ski, às sugestões para alteração da Norman, com a regulamentação de vários esportes náuticos no Brasil
Riding in Lake Tahoe !
Fly Board - E o Jet Ski ganha mais um acessório!
Vejam como foi a abertura do Mundial de Freeride 2012 na Europa!
Em Defesa do jet ski
Nem lancha nem jet ski, os jets boats são a sensação do verão!
O “mercado” de jets roubados só aumenta!
Fabricar motores, o próximo desafio da indústria náutica brasileira
O Freeride ou Jet Waves dá o pontapé inicial em mais um Campeonato Mundial
Os novos pilotos atacam novamente!
Campeonatos de jet começam com tudo em 2011
Passeios mais longos, a onda do verão!
Santa Catarina - Um estado inovador
Você já tem o Arrais, mas sabe navegar??
Jet-ski, vilão ou herói!
Dicas de como manter seu equipamento
 Jet Waves 10 - a história de um campeonato
Dicas para comprar um Jet Ski usado
Solidariedade a brasileira ...
Competição : é hora de rever a legislação !!!
A primeira vez...!
E o mercado vai bem, obrigado!
Como é um jet de freeride?
Novos pilotos - 1º Campeonato Brasileiro de Tow-in
Zona de risco
Zona de risco - 2
Sling Waves, o jet ski unindo 2 tribos!
A senadora e o jet ski
O verão vem aí e os velhos problemas também!!!
E o Freeride conquista o mundo !!
História de um jet ski
A explosão do Tow-in
1º IFWA Freeride World Campionship Tour
As leis que deveriam mudar!!!
Uma história evolutiva dos PWC
A Chave corta-corrente
O futuro do Freeride está nas mãos do Brasil
Roubo de Jet Ski, o que fazer?
Regulamentação do Tow-in
Entrevista - Tchello
Defesa do Jet Ski
Jet Waves - Motocross ou Surf !!!
E os 4 tempos vem aí !
Um novo conceito em Jet Ski Park
E o verão está aí !
Expedição Free Load - Jet Pilot em SC
Protesto !!!!!!!!!!!!!!
O Jet como divisor de classes sociais
O inverno chegou
Verão sem acidentes