ProNautica Lanchas & Jet Ski
Tchello


::: Colunas do Tchello :::

leia mais Leia outras colunas






 

 

 

 

 


 


Fly Board - E o Jet Ski ganha mais um acessório!



>  02/08/2012

 

E o Jet Ski ganha mais um acessório!

 

O recém lançado Fly Board, já é o maior sucesso do verão europeu e americano e agora chega ao Brasil através da parceria das empresas Lenzi Parts e ProNáutica, representantes do produto por aqui. O Fly Board é uma invenção Francesa do piloto de competição Frank Zapata, que levou vários anos desenhando e desenvolvendo o produto

Trata-se de uma prancha parecida com uma de wake board, onde é acoplada uma mangueira especial resistente a alta pressão, e conectada e turbina do jet ski, que por sua vez passa a funcionar como uma bomba d'água, a turbina não impulsiona o jet para frente, através da mangueira conectada a ela a água é conduzida para debaixo da prancha, e forçada para baixo através de dutos de saída instalados na mesma.

O jato de água dirigido para baixo impulsiona o passageiro para cima ou para a direção que o mesmo desejar, pois a direção a ser pomada é oposta a direção do jato que é controlado pelo passageiro com movimentos similares a andar de skate. O alcance da mangueira é de dez metros, limitando a altura que se pode subir, até por uma questão de segurança, pois se depender da potência do jet poderia ir muito mais alto, uma vez que ele não utilizada nem um terço da potencia para isso.

É possível utilizar as versões mais básicas dos jets com motor a quatro tempos, o jet na realidade passará a ser rebocado pela prancha, como mencionei anteriormente, ele passa a ser apenas uma bomba d'água de alta pressão, e um dos segredos do equipamento é a mangueira, fabricada especialmente para ele, pois não existe disponível no mercado uma que aguente tal pressão com diâmetro necessário para o correto funcionamento.

Além do controle de direção realizado através dos pés, existe o controle de aceleração, que é usado quando o passageiro está aprendendo. Este é controlado pelo instrutor diretamente no jet, quando o passageiro estiver apto, passa a acelerar sozinho e ter controle total do equipamento.

O acelerador fica posicionado no suporte de mão, é acionado com o dedo indicador, como nos jets. Além do jato de água que sai da prancha, existe tambem um jato que sai do suporte de mão, mas esse é só para auxiliar no equilíbrio.

A utilização do equipamento é bem simples, através de um adaptador que acompanha o kit é retirado o direcionador da turbina e colocado em seu lugar outro conectado a mangueira principal, esse encaixe é realizado em segundos, muito simples.

Para se pilotar tambem é simples, com a correta orientação, qualquer pessoa pode utilizar e com pouco tempo de prática já sai andando, ou voando!

O Fly Board é comercializado nos EUA, mas não pode simplesmente comprá-lo lá, é preciso fazer um curso lá, cobrado a parte, de cerca de três horas, e tanto no Brasil como lá fora, somente pessoas credenciadas pela fábrica podem ministrá-lo.

Ano que vem será realizada a primeira competição na Europa, pois o "brinquedinho" permite realizar várias manobras, como "back flip's" e outras variações, e com certeza fará por aqui o mesmo sucesso que lá fora, deve ser a nova estrela do próximo verão.

Sua utilização não requer uma grande área, não foi projetado para cobrir distancias, mas sim para se fazer manobras em um pequeno espaço, que tenha uma profundidade mínima de um metro e meio de água.

Apesar de ser um pouco confuso entender o funcionamento do equipamento com um texto, por ser muito novo e diferente, recomendo ver as fotos e o filme abaixo para um melhor entendimento.

Quando ao título, ao me referir a "mais um acessório" estava me referindo ao Jet Wave Board, que tambem é novidade e foi recém introduzido por aqui e já esta sendo produzido no Brasil, trata-se de um jet boat que não possui motor nem controle, o jet se acopla no mesmo e passa a ser a propulsão e o controle, e já é um sucesso.

 


Flyboard zapata official

 

 

topo

 

 

Passeios Floripa
Passeios, a nova moda entre os jet skiers…
Teste do novo Mormaii Belassi 315 hp
Passando pelo Rio: Do Rio Boat Show, com as poucas novidades do mundo do jet ski, às sugestões para alteração da Norman, com a regulamentação de vários esportes náuticos no Brasil
Riding in Lake Tahoe !
Fly Board - E o Jet Ski ganha mais um acessório!
Vejam como foi a abertura do Mundial de Freeride 2012 na Europa!
Em Defesa do jet ski
Nem lancha nem jet ski, os jets boats são a sensação do verão!
O “mercado” de jets roubados só aumenta!
Fabricar motores, o próximo desafio da indústria náutica brasileira
O Freeride ou Jet Waves dá o pontapé inicial em mais um Campeonato Mundial
Os novos pilotos atacam novamente!
Campeonatos de jet começam com tudo em 2011
Passeios mais longos, a onda do verão!
Santa Catarina - Um estado inovador
Você já tem o Arrais, mas sabe navegar??
Jet-ski, vilão ou herói!
Dicas de como manter seu equipamento
 Jet Waves 10 - a história de um campeonato
Dicas para comprar um Jet Ski usado
Solidariedade a brasileira ...
Competição : é hora de rever a legislação !!!
A primeira vez...!
E o mercado vai bem, obrigado!
Como é um jet de freeride?
Novos pilotos - 1º Campeonato Brasileiro de Tow-in
Zona de risco
Zona de risco - 2
Sling Waves, o jet ski unindo 2 tribos!
A senadora e o jet ski
O verão vem aí e os velhos problemas também!!!
E o Freeride conquista o mundo !!
História de um jet ski
A explosão do Tow-in
1º IFWA Freeride World Campionship Tour
As leis que deveriam mudar!!!
Uma história evolutiva dos PWC
A Chave corta-corrente
O futuro do Freeride está nas mãos do Brasil
Roubo de Jet Ski, o que fazer?
Regulamentação do Tow-in
Entrevista - Tchello
Defesa do Jet Ski
Jet Waves - Motocross ou Surf !!!
E os 4 tempos vem aí !
Um novo conceito em Jet Ski Park
E o verão está aí !
Expedição Free Load - Jet Pilot em SC
Protesto !!!!!!!!!!!!!!
O Jet como divisor de classes sociais
O inverno chegou
Verão sem acidentes