ProNautica Lanchas & Jet Ski
Tchello

::: Colunas do Tchello :::
leia mais Leia outras colunas






 

 

 

 

 


A Aventura

O filme Free Loaders no litoral de Santa Catarina - março 2002

Tudo começou com um email do Jimbeau Anwdreus, que é a pessoa que agora irá organizar o novo e totalmente reformulado campeonato americano de jet ski 2002, mas isso será tema de uma próxima coluna. Jimbeau escreveu indagando da possibilidade de gravar uma parte do filme Free Loaders aqui no Brasil. A princípio eles iriam gravar na Austrália, mas se eu arrumasse algo interessante poderiam vir para cá.
Jimbeau já estivera aqui no Jet Waves 2001 e viu que se tratava de um lugar muito legal.

Resolvi então bolar essa trip de escuna pelo litoral sul de Santa Catarina, de Floripa ao Farol de Santa Marta. Consultei o Dedeco da agencia de esportes radicais Trip Tur, ele arrumou a escuna, transportes de terra e até organizou uma balada de quadriciclo noturna no parque florestal do Rio Vermelho que a galera não acreditou!

O Jimbeau comprou a idéia e marcamos para 03/03 a chegada do pessoal, os pilotos Jeff Jacobs (piloto mais premiado no mundo do jet ski, conquistou recentemente seu 10o título de Campeão Mundial Profissional em raias) e Joe Kenny (piloto free rider de grande destaque internacional). Vieram juntos também a repórter internacional que escreve para revistas especializadas, entre elas a Personal Water Craft Magazine, Heather Selwitz (que já estivera aqui no Jet Waves 2001), e o premiado cinegrafista e diretor Brooks Guyer, da Freespace Mídia, que foi quem comandou as filmagens.

A chegada dos jets
A chegada dos jets foi antes da dos pilotos, mas por erros no preenchimento da papelada por conta da agência contratada no envio dos mesmos perdemos 3 dias de filmagens, e a turma aproveitou para conhecer a Ilha de Floripa e ficaram encantados. Hospedaram-se ao chegar na casa do Rodrigo no Ribeirão da Ilha por 2 dias, depois a convite do Rafael Ramos passaram mas 2 dias em sua casa no canal da Barra da Lagoa.

A convite da produtora Alessander Lenzi e Ivo Sehn fariam parte do filme, mas para o azar de Ivo ele machucou a coluna uma semana antes e muito a contragosto não pôde participar, teve que ficar de molho. Para substituí-lo convidamos então o Antonio Pruner Jr, que venceu a categoria amador do Jet Waves 2001 para embarcar nesta Trip.

Dia 8 - Zarpamos
Enfim tudo liberado, passamos no supermercado e com 7 carrinhos cheios até a tampa, abastecemos a escuna Vento Sul, do capitão José Luiz, uma linda embarcação de 65 pés que nos levaria a uma das aventuras mais legais que já vivenciei.

Tudo a bordo, comida, combustível, jets, cerveja, zarpamos do píer de Coqueiros. Jeff, Joe, Brooks, Heather, Junior, o Flávio Vidigal fotografo e cinegrafista, Dedeco, Capitão José Luiz e seu auxiliar Nando e eu, Tchello, é claro, todos a bordo. Zé construiu uma espécie de cavalete para prender os jets em cima da cabine, para que os jet ficassem bem firmes caso pegássemos mar ruim. Quando fazia 1 hora que estávamos navegando para fora da baia, deixando o iluminado cartão postal da ponte Hercílio Luz atrás de nós, na altura do Ribeirão da Ilha nasceu uma lua cor de mel que fez com que todos parassem tudo o que estavam fazendo, colocamos um Pink Floyd a mil, e ficamos curtindo de boca aberta.

Por volta de 3 da manhã paramos para dormir nossa primeira noite a bordo. Ancoramos no lado norte da praia de Naufragados, apesar de ser um lugar que sempre tem ondas estava uma piscina como raramente acontece, o que nos levou a resolver fazer um churrasco. A noite estava quente e o céu estrelado, e já previmos que não teríamos nada de ondas no dia seguinte.

Acordamos com um "solzão" na cara, o que era ótimo e empolgou a todos, porque os dias anteriores foram chuvosos, mas o mar estava mesmo "flat", sem vento, um verdadeiro espelho, então resolvermos ir até a ilha dos Moleques para uma seção de mergulho, fazer umas imagens subaquáticas. O pessoal a bordo que estava na fase de adaptação ao balaço, rolou um "dramazinho" e tudo foi resolvido.

Mergulhávamos perto da ilha quando o Dedeco viu uma caverna e me chamou para subirmos e dar uma olhada, para que!!!, meti a mão nos mariscos na pedra e fiz um belo de um talho que iria me incomodar o resto da viagem. Todos a bordo novamente, fala daqui enrola dali resolvemos nos reunir para decidir o que íamos fazer, afinal estávamos atrás das ondas e elas nada de aparecer. A previsão na Internet dizia que ia entrar um swell não muito grande de sul, resolvemos então dar uma reviravolta no roteiro que previa irmos parando descendo rumo ao sul e ir direto para Laguna, o ponto mais ao sul que iríamos esperar o swell e vir subindo de volta para Floripa. Rumamos para Imbituba, uma vez que não daria para alcançar Laguna naquele dia, e dormimos no abrigo do Porto de Imbituba aonde chegamos à noite.

Dia 9 - Na Praia da Vila
Acordamos e o Joe não estava legal, tossia muito e estava meio febril, fui até a praia onde fui recebido pelo Secretário Municipal de Esportes, Sr. Pita e imprensa local, que nos acolheu muito bem em seu município. Fomos então para a primeira seção de ondas e filmagens na praia da Vila, conhecida por ter uma das melhores e maiores ondas do Brasil, tem uma ponta com mais duas pequenas ilhas na frente que quando o mar está grande rola uma onda tubular, mas infelizmente só tinha mesmo meio metro de onda. Azar dos free riders e sorte dos cinegrafistas, o dia estava lindamente ensolarado e a água clara e verde, e esta é a descrição do clima e da água que encontramos em toda a viagem, as ondas variaram de tamanho, mas os dias foram sem exceção todos lindos.

Chegou a hora de testar se a engenharia do capitão Zé para alçar e tirar os jets da escuna funcionariam, na teoria estava lindo, para baixar era só estender 2 tábuas e fazer com que eles escorregassem para água e para içar usaríamos a retranca do mastro adaptada como guincho. E lá vai o primeiro jet, do Joe, e ele se joga junto, depois os outros do Jr. e do Jeff, tudo certo. Tinha um meio metrinho de ondas, mas a galera estava fissurada para andar, e o pessoal da produção para entrar em ação. Puxamos os 2 Jet Boats Explorer que levamos para o apoio e para levar os cinegrafistas para bem perto da ação. O pessoal se derreteu de andar e filmar e fotografar.

Antes de irmos embora resolvi levar o Joe a um médico para ver o que estava acontecendo, não é só porque ele havia tomado 10 Smirnoff Ice antes de sairmos que ele ficaria mau, afinal de contas está acostumado a beber e mora em um veleiro na Califórnia e está acostumado ao balanço do mar. O Dr. Marcos que estava de plantão no hospital de Imbituba nos atendeu, tirou uma chapa do pulmão dele e concluiu que ele estava com uma infecção no pulmão, receitou uma medicação que surtiu efeito positivo nos dias que se sucederam. E na hora de içar os jets, para nossa surpresa, porque não estávamos botando muita fé na engenharia do capitão, a coisa funcionou e os colocamos a bordo numa boa. Jr. desembarcou e nos encontraria outro dia por terra.

Rumamos para Laguna, onde temos que chegar ainda com luz para entrar nos molhes, é um lugar meio difícil de entrar para quem não conhece a região, porque tem um banco de areia na entrada e tem que ser contornado. Jogamos ancora em frente ao Iate Clube de Laguna e por ali dormimos.

Dia 10 - Na Praia da Galheta
Acordamos e nos encontramos com o Lenzi que lá nos esperava, fomos também recebidos pelo Secretário Municipal de Laguna, Sr. Itamar, que foi muito prestativo. Recebemos a bordo o Tomáz Cavalieri, da ESPN Brasil, que foi trazido pelo Rodrigo e a Simone que passaram o dia conosco. Embarcamos o Lenzi e seu jet e rumamos para a praia da Galheta, próximo ao farol de Santa Marta, é uma praia quase sem casas de uma beleza incrível. Pudemos realizar ótimas cenas, havia aquele mesmo meio metro de ondas do dia anterior, e entre back flipes e tunôs, a manobra mais bonita do dia foi o back flip sem mãos do Jr.

Fim de tarde voltamos para Laguna e dormimos novamente em frente ao Yate Clube. Era para termos ido na festa do Tourist Hotel que encerra a temporada de verão, mas todos estavam pregados e desmaiaram em suas camas, ou redes, ou ao ar livre porque a noite estava linda.

Dia 11 - Imbituba, Praia da Vila
Segunda-feira, logo cedo, uma parte do pessoal pegou o jet boat para ir fazer algumas compras na cidade, deram mole com uma corda que entrou na turbina, acordei um pouco mais tarde e quando fui dar uma olhada para fora lá estava ele, o Explorer numa carreta na rampa do Iate Clube, tira turbina troca retentor que vazou, tudo pronto, ainda não, o outro jet boat do Dedeco espanou a estria da hélice. O que fazer a esta altura num Domingo e já atrasado para a saída. Resposta = "Enjambre". Calçamos o eixo mais para trás e deu certo, alias está andando assim até agora. Encontramos com o Wamilton que recém chegara de Miami, e nos deu uma força legal.

Zarpamos de Laguna rumo a praia de Itapiruba onde embarcamos a Carolina Salles, repórter da revista Náutica que tem sempre nos apoiado, mas as ondas não estavam muito legais e fomos novamente para a praia da Vila em Imbituba, só que agora as ondas estavam quebrando no fim da praia em frente a um paredão de pedras, é de onde vinham as melhores. Jeff, Joe e Lenzi deram um verdadeiro show, os fotógrafos e cinegrafistas das pedras tinham um ótimo ângulo para as fotos. Joe deu com o bico do jet no fundo e teve que parar porque o mesmo quebrou, enquanto eu levava o Brooks no Explorer para bem perto da ação. Bem perto mesmo, o lugar era casca grossa, com ondas grandes e irregulares quebrando em lugares diferentes, por 3 vezes me vi em apuros quando ondas quebraram dentro do Explorer e nos jogavam contra as pedras, mas com calma e habilidade contornamos a situação, tudo por boas imagens. E foi o que tivemos, primeiro o Jeff saltou reto por cima de nós, não contente com isso roubou a cena do dia quando deu um back flipp por cima do outro Explorer que o Joe estava pilotando por ali.

No fim do dia arrumamos um surfista local o "Capa Verde" que se propôs a arrumar o jet do Joe para a manhã seguinte. Fomos para o porto de Imbituba onde dormimos novamente. O vento parecia estar virando para sul, e se isso acontecesse o mar subiria bastante. Mais tarde o Lenzi ligou convidando para ir à festa de aniversário do Morongo, dono da Mormaii, o Wamilton veio com um carro e mais um táxi e nos levou lá, a festa era em um espaço montado na frente da fábrica, e estava massa, quer dizer estava churrasco, com direito a banda e tudo, muito legal valeu o convite.

Dia 12 - Na Praia do Rosa
Acordei com o celular tocando, era o Capa Verde dizendo que o jet estava pronto e iria trazê-lo até o porto, fomos a praia esperar e eis que surge ele com jet sendo trazido em uma velha carroça de carga puxada por cavalo, ninguém acreditou, a cena foi clássica, e dali filmar!!
Levantamos âncora para a bela praia do Rosa que estava com ondas legais, um pouco demoradas, mas rendeu um bom dia de trabalho, depois o pessoal foi para a terra desfrutar a boa comida do Pirata do Rosa e a hospitalidade da Kiki, da Reserva do Rosa.

Fim de tarde rumamos para baía de Garopaba, saí a noite com Dedeco e Vidigal para encontrarmos o Lenzi e ir comprar gasolina. O ônibus do Lenzi estava estacionado atrás do Café Mormaii, paramos o jet boat na frente e fomos atravessar o lugar que estava fechado, mais eis que para nossa surpresa havia um grande cão pastor branco que me deu uma dentada! Agora além da mão cortada também estava com uma mordida de cachorro, é mole! Concluída a operação gasolina fomos dormir com um suave balanço das ondas.

Dia 13 - Na Ilha do Coral
Aidéia era pegar umas ondas na praia da Guarda do Embaú, mas não havia nada de ondas nesse dia, então rumamos para a ilha do Coral que tinha uma das águas mais limpas e quentes que já vi por aqui, mergulhamos até o meio da tarde, o Vidigal até arpoou uns peixes para o almoço e o Brooks e o Joe se encarregaram de colher uns mariscos. Botamos tudo para cozinhar e rumamos para ilha do Papagaio, uns dos lugares mais esperados por todos.

Antes de desembarcar almoçamos os peixes e mariscos, o Ivo estava nos esperando e preparou uma ótima recepção para o pessoal com coquetéis ao desembarcar, a galera pirou com tudo na ilha, a comida, o visual, os bangalôs, e principalmente a hospitalidade da família Sehn.
Sabe lá você o que é dormir esparramado numa cama de casal em um bangalô na Ilha do Papagaio depois de uma semana dormindo na escuna? "Heaven"!!

Dia 14 - Na Ilha do Papagaio
Acordamos e depois de um maravilhoso café da manha demos um passeio pela ilha e em seguida rumamos para a praia do Moçambique em Floripa, onde iríamos fazer nossa penúltima seção de filmagem e uma equipe da TV RBS nos aguardava para gravar uma matéria sobre o filme. As ondas quando chegamos não estavam lá as melhores, mas com a maré vazante no fim do dia deram uma boa melhorada.

Fizemos o desembarque da galera lá mesmo, com os Explorer e uma lancha de apoio, tinha mala e equipamento para baixar que não acabava mais, seguimos para a pousada também Vento Sul do Ruy, na Lagoa da Conceição, onde o pessoal ficou muito bem hospedado até a hora de partir.

Dia 15 - Dia de descanso
A turma tirou para descansar, dar uma geral nos equipamentos, a Carolina e o Tomáz embarcaram de volta para Sampa, e saímos para a ultima noitada, fomos a uma casa noturna e nos divertimos até de madrugada. Eu fui embora mais cedo porque não estava me agüentando em pé, e no outro dia cedo faríamos a última seção de filmagem no Canto das Aranhas, final da praia do Moçambique.

Dia 16 - Última dia em Moçambique
Cheguei cedo e fui logo tirando todos da cama, pois havia ido verificar a condição do mar, estava um dos melhores dias, apressei todo mundo e saímos para o mar, fomos pela água andando com os jets, subimos o canal da Barra e entramos na praia atrás de um bom pico e que não tivesse nenhum banhista por perto nem ninguém surfando também, porque nunca andamos perto deles, e tivemos uma incrível sessão saidera, com ondas de 1 metro bem consistentes.

Às 6 da tarde levamos todos para o aeroporto, Jeff, Joe, e Heather foram para Los Angeles, e Brooks foi filmar a última parte do filme em Cabo, na África do Sul. Não encontramos as grandes ondas, mas também essa não é a melhor época do ano para elas, mas tivemos dias incríveis e todos curtiram muito essa aventura.

O filme nem saiu e já estão pensando em vir de novo no inverno gravar o Free Loaders II,
daí sim com ondas grandes mesmos!!

Até mais
Marcelo "Tchello" Brandão

topo

Passeios Floripa
Passeios, a nova moda entre os jet skiers…
Teste do novo Mormaii Belassi 315 hp
Passando pelo Rio: Do Rio Boat Show, com as poucas novidades do mundo do jet ski, às sugestões para alteração da Norman, com a regulamentação de vários esportes náuticos no Brasil
Riding in Lake Tahoe !
Fly Board - E o Jet Ski ganha mais um acessório!
Vejam como foi a abertura do Mundial de Freeride 2012 na Europa!
Em Defesa do jet ski
Nem lancha nem jet ski, os jets boats são a sensação do verão!
O “mercado” de jets roubados só aumenta!
Fabricar motores, o próximo desafio da indústria náutica brasileira
O Freeride ou Jet Waves dá o pontapé inicial em mais um Campeonato Mundial
Os novos pilotos atacam novamente!
Campeonatos de jet começam com tudo em 2011
Passeios mais longos, a onda do verão!
Santa Catarina - Um estado inovador
Você já tem o Arrais, mas sabe navegar??
Jet-ski, vilão ou herói!
Dicas de como manter seu equipamento
 Jet Waves 10 - a história de um campeonato
Dicas para comprar um Jet Ski usado
Solidariedade a brasileira ...
Competição : é hora de rever a legislação !!!
A primeira vez...!
E o mercado vai bem, obrigado!
Como é um jet de freeride?
Novos pilotos - 1º Campeonato Brasileiro de Tow-in
Zona de risco
Zona de risco - 2
Sling Waves, o jet ski unindo 2 tribos!
A senadora e o jet ski
O verão vem aí e os velhos problemas também!!!
E o Freeride conquista o mundo !!
História de um jet ski
A explosão do Tow-in
1º IFWA Freeride World Campionship Tour
As leis que deveriam mudar!!!
Uma história evolutiva dos PWC
A Chave corta-corrente
O futuro do Freeride está nas mãos do Brasil
Roubo de Jet Ski, o que fazer?
Regulamentação do Tow-in
Entrevista - Tchello
Defesa do Jet Ski
Jet Waves - Motocross ou Surf !!!
E os 4 tempos vem aí !
Um novo conceito em Jet Ski Park
E o verão está aí !
Expedição Free Load - Jet Pilot em SC
Protesto !!!!!!!!!!!!!!
O Jet como divisor de classes sociais
O inverno chegou
Verão sem acidentes